Estudo «Territórios de bem-estar: assimetrias nos municípios portugueses»
NOVO
Questões Sociais

Estudo «Territórios de bem-estar: assimetrias nos municípios portugueses»

Publicado em julho 2022

Que regiões e municípios do país são mais inovadores? Quais são aqueles onde há maior pobreza? E como é que o bem-estar dos portugueses é influenciado pela escolaridade ou pelo ambiente? O novo estudo da Fundação caracteriza os perfis de bem-estar e as desigualdades sociais dos municípios nacionais.

Sobre
Ver

Sinopse

O que contribui para o bem-estar dos cidadãos? Neste estudo apresentamos um novo olhar sobre os territórios, observados a partir das suas desigualdades e oportunidades. Sendo cada vez mais evidente que o crescimento económico é insuficiente para medir e avaliar o progresso social, apresentamos uma proposta que permite uma visão plural sobre as condições de vida e de bem-estar dos Portugueses. O estudo demonstra que a segurança e a qualidade ambiental do local onde vivemos, as possibilidades de gestão dos tempos da vida familiar e de trabalho, o acesso à habitação e a serviços de educação, saúde e transportes, a par do envolvimento nas comunidades, são alguns dos fatores que mais influenciam a perceção e a experiência de bem-estar das pessoas, sofrendo grandes variações entre territórios.

Autoria

Coordenação e autoria

  • Rosário Mauritti
    Socióloga, directora do Laboratório de Competências Transversais (LCT-Iscte) e professora auxiliar do Iscte-Instituto Universitário de Lisboa, Escola de Sociologia e Políticas Públicas. É investigadora integrada e membro da Comissão Científica do CIES-Iscte; coordenadora do Grupo de investigação Desigualdades, Trabalho e Bem-estar do CIES-Iscte; e membro do Observatório das Desigualdades. Ao longo da sua carreira participou em equipas de projetos e consultorias científicas investidas em temáticas especificamente sociológicas, como é o caso das classes sociais e desigualdades sociais; caracterização das condições de vida e orientações valorativas dos estudantes do ensino superior; mudança social e estilos de vida; envelhecimento; bem-estar; o papel do Estado na promoção da equidade, entre outras. É representante do CIES-Iscte no ESS/European Social Survey e membro da equipa de investigação do Eurostudent.

Equipa

  • Daniela Craveiro - CIS-Iscte
  • Maria do Carmo Botelho - Iscte
  • Luís Cabrita - CIES-Iscte
  • Nuno Nunes - CIES-Iscte
  • Sara Franco da Silva - CIES-Iscte
Vídeo infográfico do Estudo
Questões Sociais

Vídeo infográfico do Estudo

Publicado em julho 2022

Quando falamos de bem-estar em Portugal estamos a pensar no mesmo? Fomos procurar entender o que é o bem-estar no país e as diferenças entre os municípios portugueses. Descubra aqui as conclusões do estudo da Fundação «Territórios de Bem-Estar: assimetrias nos municípios portugueses».

Sobre
Ver
Debate do estudo «Territórios de Bem-Estar: assimetrias nos municípios portugueses»
Questões Sociais

Debate do estudo «Territórios de Bem-Estar: assimetrias nos municípios portugueses»

Publicado em julho 2022

Em que municípios portugueses há mais desigualdade? Quais são aqueles onde há maior equilíbrio entre trabalho e família ou qualidade ambiental? Assista ao debate com a especialista em ordenamento do território Eduarda Marques da Costa, o sociólogo perito em desigualdades Renato do Carmo e a Rosário Mauritti, coordenadora do novo estudo da Fundação, sobre as assimetrias entre municípios.

Sobre
Ver

Partilhar