Política e Sociedade

Administração pública portuguesa

Nº 92 | abril 2019

António Tavares

* 10% desconto incluído. Portes de envio grátis para Portugal Continental e Ilhas.
Sobre
Ver

Sinopse

Imagine uma mesa com três pés: administração, funcionários e estrutura política. Para que o tampo assente na perfeição — que é como quem diz, para que um programa político seja implementado e eficaz —, há que existir equilíbrio entre esta tríade de poder. Como o garantir? Embora a administração pública portuguesa tenha progredido nos últimos 50 anos, sobrevive a ideia de que, por vezes, está demasiado distante do cidadão, e subsiste uma elevada insatisfação em meio milhão de funcionários públicos. Neste ensaio, abre-se a caixa negra da administração do Estado, explorando quatro grandes temas: gestão e avaliação do desempenho; vínculos, carreiras e remunerações; qualificação e formação do pessoal; liderança e direcção. Procura-se os desejáveis suportes para uma administração pública democrática, orientada para o serviço público, através do controlo dos resultados dos serviços prestados.

Autoria

Coordenação e autoria

  • António Tavares
    É doutorado em Administração Pública pela Florida State University (EUA), professor associado com agregação na Escola de Economia e Gestão da Universidade do Minho e membro do Centro de Investigação em Ciência Política. É, desde Julho de 2015, professor associado adjunto na Unidade Operacional de Governação Electrónica da Universidade das Nações Unidas (UNU-EGOV), em Guimarães.

Partilhar