Excerto
Educação

Difícil é Educá-los

Nº 5 | setembro 2010

David Justino

* 10% desconto incluído. Portes de envio grátis para Portugal Continental e Ilhas.
Sobre
Ver

Sinopse

Partindo da consciência do atraso educativo português, o autor analisa os diferentes factores que o poderão explicar, centrando-se em três dimensões: mais educação, melhor educação e maior equidade social. Conclui que a evolução do sistema de ensino se traduziu num aumento da escolarização e dos indicadores de cobertura nacional, mas nem por isso conseguiu atingir os níveis de qualidade correspondentes às expectativas dos portugueses. Esta evolução divergente não permitiu nem uma maior equidade social nem o retorno esperado do investimento realizado. Depois de recolocar o problema dos objectivos do sistema de ensino e do papel a desempenhar pelo Estado, o autor aborda as dificuldades de reforma e a urgência em se reflectir sobre o futuro da educação. Uma edição da FFMS e da Relógio d'Água. Edição de 2010

Autoria

Coordenação e autoria

  • David Justino
    Licenciado em Economia, pós-graduado em História Económica e Doutorado em Sociologia, é atualmente Professor Catedrático do Departamento de Sociologia da Faculdade de Ciências Sociais e Humanas e investigador do CICS.NOVA – Centro Interdisciplinar de Ciências Sociais da Universidade Nova de Lisboa, onde coordena a área de estudos de educação. A sua reflexão tem incidido nos últimos anos sobre as temáticas da sociologia da educação e da sociologia histórica da modernidade em Portugal. Foi Ministro da Educação do XV Governo Constitucional (2002-2004). Foi Assessor para os Assuntos Sociais do Presidente da República (2006-2016). Presidiu ao Conselho Nacional de Educação entre 2013 e 2017.

Partilhar