A
A

Num Portugal envelhecido, estão a crescer as atitudes negativas e os preconceitos contra os idosos. Um em cada três portugueses com mais de 80 anos diz já ter sido tratado injustamente por causa da idade. Os mais velhos são também dos principais alvos de violência doméstica, com a Associação Portuguesa de Apoio à Vítima a relatar um aumento de 30% das denúncias deste grupo etário entre 2013 e 2016.

Portugal é dos países mais envelhecidos do mundo, com 159 idosos para cada 100 jovens, revelam as estatísticas oficiais. E o cenário vai agravar-se nas próximas décadas. A longevidade continuará a aumentar, mas é preciso garantir qualidade de vida nestes anos a mais. Após o 65.º aniversário, os portugueses vivem apenas mais sete anos com saúde – muito menos do que os 16 que os suecos gozam de total funcionalidade e autonomia, alerta a OCDE.

O problema agrava-se porque, no país, mais de metade das pessoas que vivem sozinhas têm 65 ou mais anos. O isolamento social e a solidão aumentam problemas como depressão e as demências, que são frequentes entre os mais velhos. E embora a Carta Social revele um aumento das respostas sociais à terceira idade, os especialistas denunciam que elas estão longe de responder às necessidades.

Como é que se organiza uma sociedade com a população cada vez mais grisalha e se garante um envelhecimento física e socialmente ativo? Prolonga-se a idade ativa? Proporcionam-se melhores condições de habitabilidade e mobilidade? Ou será que basta adiar o aparecimento de doenças crónicas? Há respostas comuns a uma população que tem características diferentes?

Neste Fronteiras XXI, debatemos os estereótipos em torno do envelhecimento, a discriminação da terceira idade e o que pode e deve ser feito para todos desfrutarmos da pós-reforma com mais saúde e bem-estar. 

Como avalia este conteúdo?
A sua opinião é importante.
0
No votes yet
Episódios
1
set do estúdio do Fronteiras XXI
O populismo tem ideologia? - Parte 1

O populismo é considerado por muitos a principal ameaça à democracia na Europa. Do Reino Unido à Áustria, de Espanha a Itália, os partidos anti-sistema, que defendem a vontade do...

90 min
Saber mais

O populismo é considerado por muitos a principal ameaça à democracia na Europa. Do Reino Unido à Áustria, de Espanha a Itália, os partidos anti-sistema, que defendem a vontade do...

90 min
Saber mais
2
set do estúdio do Fronteiras XXI
O populismo tem ideologia? - Parte 2

O populismo é considerado por muitos a principal ameaça à democracia na Europa. Do Reino Unido à Áustria, de Espanha a Itália, os partidos anti-sistema, que defendem a vontade do...

54 min
Saber mais

O populismo é considerado por muitos a principal ameaça à democracia na Europa. Do Reino Unido à Áustria, de Espanha a Itália, os partidos anti-sistema, que defendem a vontade do...

54 min
Saber mais
3
T1E2
Como será o trabalho do futuro?

Como será o emprego no futuro? Que profissões vão desaparecer e que novas áreas de trabalho serão necessárias? O Fórum Económico Mundial calcula que, até 2020, as novas tecnologias...

89 min
Saber mais

Como será o emprego no futuro? Que profissões vão desaparecer e que novas áreas de trabalho serão necessárias? O Fórum Económico Mundial calcula que, até 2020, as novas tecnologias...

89 min
Saber mais
4
set do estúdio do Fronteiras XXI
Afinal o que é a dívida?

Portugal é um país altamente endividado e que não cresce. A dívida, sobretudo a do Estado que atingiu 241,1 mil milhões de euros em dezembro passado, tem-se acumulado, ano após ano...

93 min
Saber mais

Portugal é um país altamente endividado e que não cresce. A dívida, sobretudo a do Estado que atingiu 241,1 mil milhões de euros em dezembro passado, tem-se acumulado, ano após ano...

93 min
Saber mais
Fronteiras XXI, um programa de debate semanal da Fundação Francisco Manuel dos Santos, emitido na RTP
Série
Debate
Fronteiras XXI
57EPISÓDIOS
2017

Debater os grandes temas que desafiam Portugal e o mundo, colocando frente a frente conceituados especialistas nacionais e/ou internacionais e uma plateia selecionada. É este o desafio do Fronteiras XXI, o programa mensal da RTP3 que resulta de uma parceria entre a Fundação Francisco Manuel dos Santos e a RTP.

O Fronteiras XXI pretende alargar o debate às plataformas digitais, desafiando o público a participar no programa antes, durante e após o debate. Pode fazê-lo enviando as suas questões aos oradores através do e-mail fronteirasxxi@ffms.pt. As melhores perguntas serão selecionadas para o debate.

Ao longo de 90 minutos, discutem-se temas que marcam a atualidade, mas também outros, menos mediáticos, que afetam o dia a dia dos portugueses para falar do presente a pensar no futuro.
 

Ler menos