Saúde

A saúde mental dos portugueses

Nº 82 | maio 2018

José Miguel Caldas de Almeida

* 10% desconto incluído. Portes de envio grátis para Portugal Continental e Ilhas.
Sobre
Ver

Sinopse

«Os tratamentos não resultam. Isso não tem solução.» Até há pouco tempo, esta era ainda a ideia dominante em relação às doença mentais. Mais que isso: as doenças mentais eram, a maioria das vezes, associadas a preconceitos e mitos e não havia, sequer, a ideia de que se tratava de uma questão de saúde. Em 2018, de que falamos, quando falamos de saúde mental em Portugal? Num ensaio que se preocupa especialmente, mas não apenas, com a realidade portuguesa, traça-se a evolução dos conceitos de saúde mental e doença mental, faz-se a história do progresso científico, do tratamento e da prevenção, e a síntese dos mais recentes conhecimentos sobre causas, diagnósticos e impactos – físicos, sociais e humanos – da doença mental, um dos principais desafios da saúde pública no século XXI.

Autoria

Coordenação e autoria

  • José Miguel Caldas de Almeida
    É Professor Catedrático jubilado de Psiquiatriae Saúde Mental da Faculdade de Ciências Médicas da Universidade Nova de Lisboa. Dirige o Lisbon Institute of Global Mental Health. Conduziu múltiplos projetos científicos, sobretudo nas áreas da epidemiologia psiquiátrica e da investigação de serviços. Foi Coordenador Nacional para a Saúde Mental e responsável pela implementação do Plano Nacional de Saúde Mental, entre 2008 e 2011.

Partilhar