Questões Sociais

Pessoas com deficiência em Portugal

Nº 65 | agosto 2016

Fernando Fontes

* 10% desconto incluído. Portes de envio grátis para Portugal Continental e Ilhas.
Sobre
Ver

Sinopse

A deficiência pode ser perspectivada de formas diversas, cada uma delas com potenciais de emancipação distintos para as pessoas com deficiência. Na sociedade portuguesa a deficiência tem sido reduzida às incapacidades dos corpos e a uma narrativa fatalista de tragédia pessoal. Segundo este modelo de entendimento, as restrições e obstáculos vivenciados pelas pessoas com deficiência resultam directamente das suas supostas limitações funcionais. Tais concepções têm validado a construção da imagem das pessoas com deficiência como sujeitos passivos e dependentes, o silenciamento das suas vozes e alimentado políticas sociais opressoras e excludentes das pessoas com deficiência em Portugal. O presente ensaio pretende abrir uma reflexão sobre esta realidade, de forma a contribuir para um questionamento cultural e sociopolítico dos fenómenos de menorização, opressão, pobreza e exclusão social vivenciados pelas pessoas com deficiência na sociedade portuguesa e para a construção de novos caminhos emancipatórios.

Autoria

Coordenação e autoria

  • Fernando Fontes
    Investigador
    Fernando Fontes nasceu em Montargil em 1973 e reside em Coimbra desde 1992. É licenciado em Sociologia pela Faculdade de Economia da Universidade de Coimbra e Mestre em Sociologia e Políticas Sociais pela mesma instituição. Doutorou-se em 2011 pela School of Sociology and Social Policy da University of Leeds – Reino Unido, com uma tese sobre políticas de deficiência e o Movimento de Pessoas com Deficiência em Portugal. É Investigador do Centro de Estudos Sociais da Universidade de Coimbra onde tem investigado sobre a situação das pessoas com deficiência em Portugal. Desenvolve actualmente investigação sobre violência e crimes de ódio deficientizadores e sobre vida independente para pessoas com deficiência em Portugal.

Partilhar