A
A

Às 22h30 do dia 29 de outubro de 1969 era enviada, pela primeira vez, uma mensagem entre dois computadores. Saiu do servidor do laboratório da Universidade da Califórnia e viajou 600 km até ao Instituto de Investigação de Stanford, nos EUA. Era o nascimento do e-mail e, nesse mesmo ano, da Internet, ligando computadores em quatro universidades norte-americanas.

Hoje, a rede infiltrou-se em tudo. Byte a byte, abriu-nos o mundo, mas deixou-nos expostos e vigiados. Toda a informação trocada online fica registada. O que fazemos na net ou o que divulgamos nas redes sociais revela quem somos, o que temos, em quem votamos, como reagimos. Os nossos dados são vistos e registados. Mas estão protegidos?

O novo Regulamento Geral de Proteção de Dados da União Europeia, em vigor desde maio passado, aperta as regras, reforça os direitos de privacidade e até cria mais uma profissão: Encarregado de Proteção de Dados. Será suficiente?

A rede deixou-nos muito mais vulneráveis. A cada dez segundos, um utilizador é vítima de um ataque informático com pedido de resgate. E áreas essenciais como a energia, a banca, o setor alimentar, de segurança ou de transportes, que dependem da Internet para funcionar, estão sob constante ameaça. No ano passado, dois gigantescos ataques informáticos atingiram mais de 150 países. Infetaram empresas de telecomunicações, energia e banca, paralisando serviços e deixando milhões de euros de prejuízos.

O “hacking” de computadores tornou-se também uma nova forma de guerra, de ataque e contra-ataque entre países, governos e empresas.

Como conseguiremos manter em segurança os nossos dados e infraestruturas? Como pode Portugal proteger-se mais e melhor? Que novas ameaças nos desafiam?

Este episódio conta com a participação especial do português que ganhou o título do “hacker mais valioso”, André Baptista, e uma entrevista exclusiva à ex-diretora da Cambridge Analytica que denunciou o tratamento ilegal de dados empresa, Brittany Kaiser.

Como avalia este conteúdo?
A sua opinião é importante.
0
1 voto
Episódios
1
set do estúdio do Fronteiras XXI
O populismo tem ideologia? - Parte 1

O populismo é considerado por muitos a principal ameaça à democracia na Europa. Do Reino Unido à Áustria, de Espanha a Itália, os partidos anti-sistema, que defendem a vontade do...

90 min
Saber mais

O populismo é considerado por muitos a principal ameaça à democracia na Europa. Do Reino Unido à Áustria, de Espanha a Itália, os partidos anti-sistema, que defendem a vontade do...

90 min
Saber mais
2
set do estúdio do Fronteiras XXI
O populismo tem ideologia? - Parte 2

O populismo é considerado por muitos a principal ameaça à democracia na Europa. Do Reino Unido à Áustria, de Espanha a Itália, os partidos anti-sistema, que defendem a vontade do...

54 min
Saber mais

O populismo é considerado por muitos a principal ameaça à democracia na Europa. Do Reino Unido à Áustria, de Espanha a Itália, os partidos anti-sistema, que defendem a vontade do...

54 min
Saber mais
3
T1E2
Como será o trabalho do futuro?

Como será o emprego no futuro? Que profissões vão desaparecer e que novas áreas de trabalho serão necessárias? O Fórum Económico Mundial calcula que, até 2020, as novas tecnologias...

89 min
Saber mais

Como será o emprego no futuro? Que profissões vão desaparecer e que novas áreas de trabalho serão necessárias? O Fórum Económico Mundial calcula que, até 2020, as novas tecnologias...

89 min
Saber mais
4
set do estúdio do Fronteiras XXI
Afinal o que é a dívida?

Portugal é um país altamente endividado e que não cresce. A dívida, sobretudo a do Estado que atingiu 241,1 mil milhões de euros em dezembro passado, tem-se acumulado, ano após ano...

93 min
Saber mais

Portugal é um país altamente endividado e que não cresce. A dívida, sobretudo a do Estado que atingiu 241,1 mil milhões de euros em dezembro passado, tem-se acumulado, ano após ano...

93 min
Saber mais
Fronteiras XXI, um programa de debate semanal da Fundação Francisco Manuel dos Santos, emitido na RTP
Série
Debate
Fronteiras XXI
57EPISÓDIOS
2017

Debater os grandes temas que desafiam Portugal e o mundo, colocando frente a frente conceituados especialistas nacionais e/ou internacionais e uma plateia selecionada. É este o desafio do Fronteiras XXI, o programa mensal da RTP3 que resulta de uma parceria entre a Fundação Francisco Manuel dos Santos e a RTP.

O Fronteiras XXI pretende alargar o debate às plataformas digitais, desafiando o público a participar no programa antes, durante e após o debate. Pode fazê-lo enviando as suas questões aos oradores através do e-mail fronteirasxxi@ffms.pt. As melhores perguntas serão selecionadas para o debate.

Ao longo de 90 minutos, discutem-se temas que marcam a atualidade, mas também outros, menos mediáticos, que afetam o dia a dia dos portugueses para falar do presente a pensar no futuro.
 

Ler menos