A
A
Um estudo da Fundação Francisco Manuel dos Santos sobre a mudança de paradigma na economia portuguesa, evoluindo de uma lógica de made in Portugal para uma de created in Portugal.

Do made in ao created in: um novo paradigma para a economia portuguesa

Como poderá a economia portuguesa prosperar no futuro? Que obstáculos irá enfrentar? Que oportunidades poderá aproveitar? Que políticas públicas deverão ser adotadas para ultrapassar esses obstáculos e tirar partido dessas oportunidades? Encontre a resposta a estas e outras questões neste estudo da Fundação Francisco Manuel dos Santos, coordenado por Fernando Alexandre.
2 min
Documentos
DoMadeInAoCreatedIn
Do made in ao created in: um novo paradigma para a economia portuguesa

O país encontra-se num momento decisivo. Depois de vários anos de crise económico-financeira, foi surpreendido, assim como todo o mundo, com uma terrível pandemia à escala global, que teve, e está a ter, sérias consequências sociais, políticas e económicas. Sem prejuízo desta realidade, o momento atual representa, também, uma oportunidade. Portugal terá acesso, entre o Programa PT2020, ainda por executar, o Programa de Recuperação e Resiliência, e o novo programa PT2030, a um montante de fundos sem precedente na história recente. Isto constitui, provavelmente, a última grande oportunidade para, a partir de fundos europeus, colocar o país num caminho de desenvolvimento, tornando-o menos dependente de fontes externas de financiamento e de setores económicos menos dinâmicos.

Este estudo da Fundação Francisco Manuel dos Santos tem como objetivo não só produzir um diagnóstico rigoroso da economia portuguesa nas últimas décadas, mas também apontar um futuro para o país e a sua economia, investigando como esta poderá ultrapassar os fatores adversos que a afetam, e como poderá potenciar os fatores favoráveis de que beneficia. Para esse efeito, procede a uma análise de sete áreas distintas:

 

  • Ambiente económico (concorrência, mercados e fiscalidade)
  • Sistema científico e tecnológico
  • Qualificações e mercado de trabalho
  • PMEs inovadoras
  • Território e infraestruturas
  • Investimento direto estrangeiro e cadeias de valor globais
  • Estratégia nacional para o mar.


Com este grande estudo sobre o novo paradigma para o desenvolvimento de Portugal na próxima década, a Fundação, com o apoio da Sociedade Francisco Manuel dos Santos, procura cumprir a sua missão e a vontade do seu fundador de contribuir, com factos rigorosos, para um debate livre na sociedade Portuguesa.

A longa estagnação e a interrupção do processo de convergência no século xxi sugerem o esgotamento de um modelo de desenvolvimento e que a economia portuguesa poderá ter caído na «armadilha dos países de rendimento intermédio». A saída dessa armadilha exige a transição do paradigma made in para o paradigma created in, baseado no conhecimento e nas qualificações e onde a inovação ocupa um lugar central no processo de criação de riqueza.
Acessos rápidos
Documentos
DoMadeInAoCreatedIn