Encontro «Outra vez nunca mais»
Saúde

Encontro «Outra vez nunca mais»

27 e 28 maio 2022
Encontro «Outra vez nunca mais»

2022

27 maio
15h30 - 20h00
Teatro Camões, Lisboa
Ver mapa

2022

28 maio
10h00 - 18h15
Teatro Camões

Encontro «Outra vez nunca mais»

Atravessou o planeta como um furacão e não deixou nada como dantes. Que lições para o futuro devemos tirar da Covid-19 e da crise que lhe sucedeu? Que ideias e contributos podem ajudar-nos a prevenir e preparar melhor futuras pandemias? Neste Encontro, a Fundação quer debater planos de resposta eficazes para o pós-pandemia, em Portugal e no mundo.

Mas como será esta nova realidade? Com base no estudo da Fundação «Um novo normal? Impactos e lições de dois anos de pandemia em Portugal» faz-se o diagnóstico e reflecte-se sobre o que podemos e devemos fazer para prevenir e preparar as respostas a outras pandemias. Na saúde, na economia, na ciência, no modo como comunicamos e nos relacionamos, na forma como vivemos a democracia e a cidadania. Um Encontro que reúne especialistas internacionais como o reputado economista Adam Tooze, o especialista na descoberta de novos vírus e professor de Biologia na Universidade de Stanford, Nathan Wolfe, o estratega de comunicação do antigo primeiro-ministro britânico Tony Blair, Alastair Campbell e a directora no Institute for the Future Jane McGonigal, especialista em foresight. Um desafio para preparar o futuro que queremos.

Programa

Ver dia

Teatro Camões, Lisboa

  • 15h30
    Abertura de portas
  • 16h30
    Boas-vindas
  • 16h40
    Abertura
  • 16h50
    Apresentação do Estudo «Um novo normal? Impactos e lições de dois anos de pandemia em Portugal»
    Apresentação dos principais resultados e conclusões do estudo «Um novo normal? Impactos e lições de dois anos de pandemia em Portugal»
  • 17h30
    Como prevenir próximas pandemias?
    Especialista na descoberta de novos vírus que podem tornar-se uma ameaça pandémica, o professor de Biologia na Universidade de Stanford defende que devemos prepara-nos para enfrentar novas ameaças, tão ou mais graves do que a Covid-19. O que aprendemos com esta pandemia? Como devemos actuar para prevenir a próxima? Como podemos criar sistemas de monitorização eficazes para detectar potenciais pandemias?
  • 18h00
    Impactos sociais: Como mitigar os actuais e evitar os futuros?
    Sessão aberta a perguntas do público
    A pandemia atingiu a humanidade de forma súbita e traumática. Neste painel discutem-se os impactos da pandemia na sociedade portuguesa, sobretudo nos grupos mais fustigados (pessoas em situações de pobreza, jovens e adolescentes, mulheres). A realidade poderia ter sido diferente? Alguns dos danos causados poderiam ter sido evitados? E serão reversíveis? Como prevenir estes impactos em futuras crises pandémicas?
  • 19h00
    Cocktail
  • 20h00
    Fecho

Teatro Camões

  • 10h00
    Abertura de portas
  • 11h00
    Boas-vindas
  • 11h10
    Impactos da pandemia na economia mundial
    A pandemia originou umas das recessões mais súbitas e severas de que há memória. Terá mudado a economia mundial para sempre? Quais são os principais desafios que enfrentamos? Podemos recorrer a lições da história para fazer-lhes frente? E será que vamos ter a clarividência necessária para aprender com esta crise histórica e gerar um sistema económico que sirva melhor os interesses das populações? As respostas de um dos mais proeminentes historiadores económicos do mundo.
  • 11h45
    Crescimento económico em Portugal: Que desafios adicionais trouxe a pandemia?
    Sessão aberta a perguntas do público
    A recessão causada pela pandemia de covid-19 foi a mais abrupta e severa desde que há registo no país, revela o Comité de Datação dos Ciclos Económicos da Fundação Francisco Manuel dos Santos. Para além do crescimento do desemprego, lay-offs, quebra do consumo ou aumento da dívida pública, será que a pandemia vai acarretar consequências mais permanentes e estruturais para a economia nacional? O que podemos fazer para ser mais competitivos numa época de grande incerteza e de guerra na Ucrânia?
  • 12h45
    Almoço
  • 14h00
    Como comunicar em tempos de incerteza?
    É difícil encontrar um período histórico em que a comunicação entre entidades públicas e cidadãos tenha sido tão crucial como no início da pandemia. A qualidade dessa comunicação teve impacto na forma como a população reagiu às diferentes fases da crise sanitária. E quem melhor do que Alastair Campbell, um dos mais proeminentes especialistas em comunicação política, para analisar as estratégias adoptadas pelas principais potências? Quais foram os governos mais competentes?
  • 14h30
    Pandemia e guerra: que Europa está a emergir?
    Sessão aberta a perguntas do público
    Como se dois anos de pandemia não bastassem, a invasão da Ucrânia pela Rússia mudou drasticamente a ordem internacional. Como é que vai alterar-se a geopolítica depois da invasão da Ucrânia? A guerra terá contribuído para unir a Europa e dar um novo propósito estratégico à União Europeia e à Nato? Aprendemos o suficiente com a gestão da pandemia por forma a garantir uma cooperação mais eficiente entre os estados-membros? E como deve Portugal posicionar-se externamente?
  • 15h30
    Intervalo
  • 15h45
    A democracia sobrevive a outra pandemia?
    Sessão aberta a perguntas do público
    A rápida propagação do vírus e a sua elevada letalidade obrigaram os governos democráticos a adoptar fortes medidas restritivas, muitas das quais limitativas dos direitos dos cidadãos.Depois de dois anos de teste vigoroso, como viram os portugueses a gestão da crise sanitária, económica e social? Os seus direitos fundamentais foram devidamente acautelados? As restrições suscitadas pela pandemia e pela guerra na Ucrânia vão contribuir para reforçar a retórica populista?
  • 16h45
    Como encarar o futuro e estar preparado para o inesperado?
  • 17h15
    Encerramento
  • 17h30
    Concerto com Rodrigo Leão Cinema Project - A Estranha Beleza da Vida
    Um espectáculo onde o músico e compositor reúne repertório dos três discos editados em 2020 e 2021 (O Método, Avis 2020 e A Estranha Beleza da Vida), assim como uma seleção dos seus temas clássicos, abrangendo uma variedade de estilos musicais que vão do neoclássico à valsa. São ainda projectadas no palco imagens em vídeo da autoria de Gonçalo Santos, que integram desenhos da autoria de Rodrigo Leão.
  • 18h15
    Fecho do Encontro

Partilhar