Inteligência artificial
Inteligência artificial

Inteligência artificial: moda passageira ou o futuro da Humanidade

Texto exclusivo de Arlindo Oliveira, autor do ensaio «Inteligência Artificial».

3 min. leitura
Ler mais tarde Remover artigo
Reproduzir comportamentos inteligentes em máquinas é uma ambição já antiga da humanidade. Porém, só com o aparecimento dos computadores digitais foi possível começar a reproduzir alguns dos comportamentos inteligentes que caracterizam o ser humano.

Nos últimos anos, a inteligência artificial tem suscitado um grande interesse nos media e na sociedade em geral. Para além das aplicações imediatas, com grande valor económico, este interesse resulta também de existir uma percepção de que, a breve prazo, poderá ser possível criar sistemas que exibem inteligência comparável, em alguns aspectos, à do ser humano, a chamada inteligência artificial genérica.

Já anteriormente assistimos a períodos de grande entusiasmo pela inteligência artificial, a que se seguiram sempre períodos de desânimo, quando se constatou que reproduzir inteligência em computadores digitais era, afinal, mais difícil do que inicialmente previsto. Será possível que a vaga de entusiasmo a que assistimos actualmente venha também ela a desaparecer e a ser substituída por desânimo e desapontamento, quando se verificar que, afinal, inteligência artificial de nível humano não vai existir tão cedo?

É possível que se venha a assistir a uma redução do interesse pela área num futuro próximo, dado o nível de entusiasmo a que assistimos actualmente, tão exagerado em diversos aspectos. É perfeitamente possível que a inteligência artificial genérica se venha a revelar, mais uma vez, inatingível pelas técnicas que desenvolvemos até ao presente, e é também possível que a constatação desse facto venha a reduzir a intensidade do foco que tem sido posto nesta área. Mas as aplicações da inteligência artificial são já tantas e tão numerosas que não é provável que esta tecnologia deixe de ser essencial para o desenvolvimento das empresas e das sociedades. O valor económico que é extraído por sistemas de inteligência artificial a partir dos dados do negócio, os programas que substituem, ainda que parcialmente, trabalho humano e a descoberta de novo conhecimento por sistemas baseados nesta tecnologia são factores que contribuirão para que a inteligência artificial se vá manter como uma tecnologia essencial da sociedade moderna, independentemente da forma como ela venha a evoluir.

É por isso que é fundamental perceber o que é a inteligência artificial, quais os métodos usados por esta tecnologia, quais as suas aplicações e quais os riscos que poderá trazer para a nossa sociedade. Perceber o que é, para que serve, e como poderá desenvolver-se a inteligência artificial é essencial para podermos perceber a sociedade tecnológica do futuro, em que nós e os nossos descendentes iremos viver.

Ler do início
Achou este artigo útil?

12 leitores acharam este artigo útil.