Novo
Questões Sociais

Criminalidade e segurança

Nº 96 | setembro 2019

Manuela Ivone Cunha

* 10% desconto incluído. Portes de envio grátis para Portugal Continental e Ilhas.
Sobre
Ver

Sinopse

De que sentimos mais medo no nosso quotidiano? Como varia esse grau de medo de acordo com os grupos sociais? Será a nossa insegurança proporcional aos níveis de crime existentes? O livro aborda estes fenómenos, como têm evoluído e de que formas têm sido explicados. Sabia que condutas como o adultério, a homossexualidade e a pornografia com adultos, a vadiagem e a mendicidade deixaram de ser crime em Portugal, enquanto passaram a sê-lo a importunação sexual, as atividades perigosas para o ambiente ou a discriminação racial e religiosa? Na verdade, as condutas que violam normas são bem mais generalizadas do que se possa presumir e atravessam todos os meios, mesmo os mais convencionais. Reais nos efeitos que produzem, o crime, a (in)segurança e a vitimização são fenómenos de contornos fugidios e de definição complexa. Este livro é uma porta aberta para este conjunto de fenómenos, as suas evoluções mais relevantes e as principais tentativas para os explicar.

Autoria

Coordenação e autoria

  • Manuela Ivone Cunha
    É investigadora do Centro em Rede de Investigação em Antropologia (CRIA), docente na Universidade do Minho e diretora da revista Etnográfica. Doutorada em Antropologia, com agregação em Sociologia, foi contemplada com o Prémio Sedas Nunes para as Ciências Sociais pela sua investigação sobre prisões, punitividade e economia da droga. Tem ainda estudado as relações entre justiça criminal, desigualdades sociais e diferenças culturais.

Partilhar

Relacionados

1 /