NOVO
Outros temas

Artur Pastor

PUBLICADO EM outubro 2021
*Desconto de 50% nos artigos assinalados e de 10% nas novidades. Portes de envio grátis para Portugal Continental e Ilhas.
Sobre
Ver

Sinopse

Artur Pastor (1922-1999) foi um dos mais notáveis fotógrafos portugueses do século XX e o seu acervo, composto por muitos milhares de negativos, é o mais importante repositório de imagens do Portugal rural dos anos 1940-1990. Este livro, com uma centena de imagens do fotógrafo, revela a envergadura e a marca da sua obra. Os seus primeiros trabalhos, sobre a pesca do atum ao largo de Tavira, datados de 1943 a 1945 e realizados precocemente, aos 20 anos, quando cumpria o serviço militar em Tavira, revelam já o que viria a ser a sua trajectória futura. Ao longo dos anos, primeiro como amador e, depois, como técnico do Ministério da Agricultura, Artur Pastor cartografou o país de norte a sul, percorreu o seu litoral e o interior, conheceu de perto as gentes que trabalhavam na faina do mar e no amanho dos campos. Fotografias de um Portugal desaparecido, que revelam um profundo amor ao país e ao seu povo. Uma edição feita em parceria pela Fundação, com a Câmara Municipal de Lisboa e o Arquivo Municipal de Lisboa, detentor do espólio Artur Pastor.

Autoria

Coordenação e autoria

  • Maria Carlos Correia Mendes Radich de Oliveira Baptista
    Doutorada em Engenharia Agronómica pela Universidade Técnica de Lisboa. Docente no ISCTE desde 1974, professora auxiliar desde 1988 com nomeação definitiva como professora auxiliar desde 1993. Professora associada desde 2001. Tem desenvolvido a sua investigação em torno da história das ciências e das técnicas, em especial das técnicas agrárias e das ciências ligadas à Agronomia.
  • Luís Pavão
    Fotógrafo, exerce a sua atividade na área da fotografia analógica e nos processos históricos de fotografia. Conservador das coleções de fotografia no Arquivo Municipal de Lisboa | Fotográfico. Responsável pela empresa LUPA, na conservação e digitalização de coleções de fotografia.
  • Artur Manuel da Costa Pastor
    Licenciado em Arquitetura pela Escola de Belas Artes de Lisboa. Professor de Artes Visuais do 3º Ciclo e Ensino Secundário. Colaborador fotográfico do jornal «Público» entre 1990 e 1999. Expôs, individualmente, fotografias da sua autoria, em Lisboa, Barcelona e Zambujeira do Mar.
  • Ana Saraiva
    Mestre em História Moderna e Contemporânea especialidade Cidades e Património pelo ISCTE-IUL. É técnica superior na Câmara Municipal de Lisboa ao serviço do Arquivo onde desempenha funções em tratamento documental, como investigadora, na produção e disseminação da informação através de publicações, exposições e seminários e como editora da revista científica «Cadernos do Arquivo Municipal».
  • Marcos Fernandes
    Grande parte da sua carreira profissional foi dedicada à rádio e ao jornalismo, tendo passado pelo Rádio Clube Português, M80, e Rádio Comercial. A história da imagem fotográfica é outra grande paixão, motivo para ter escrito para revistas da especialidade. É licenciado em Comunicação Social, tem uma pós-graduação em Estudos de Fotografia, e um Mestrado em Antropologia - Culturas Visuais.
  • Cristiana Bastos
    Antropóloga e investigadora do Instituto de Ciências Sociais da Universidade de Lisboa, com passagem por diversos institutos e universidades internacionais. Os seus interesses, na intersecção da antropologia, história, e estudos sociais de ciência, tecnologia & medicina, incluem as dinâmicas de população, mobilidades transnacionais, economias de plantação, racializações, biopolíticas coloniais, epidemias e história social da saúde. Pesquisou no Nordeste Algarvio, Brasil , Estados Unidos, Goa, Hawaii, Guiana, Madeira e conexões entre impérios. Actualmente coordena o projecto The Colour of Labour (ERC AdG 695573). Entre os seus trabalhos mais recentes contam-se os artigos «Intersections of Empire, Post-Empire, and Diaspora» Journal of Lusophone Studies (2020), «Plantation Memories, Labor Identities, and the Celebration of Heritage» Museum Worlds (2020), «Febre a bordo» Horizontes Antropológicos (2020), «Açúcar, ananases e ilhéus portugueses no Hawaii» Etnográfica (2019) e «Migrants, inequalities and social research in the 1920s» History and Anthropology (2018).

Partilhar