novo
Política e Sociedade

Prisões

PUBLICADO EM fevereiro 2020
* 10% desconto incluído. Portes de envio grátis para Portugal Continental e Ilhas.
Sobre
Ver

Sinopse

Sabemos que as prisões servem para fechar, retirar de circulação da vida comum, quem pela sua conduta demonstrou não ter direito a viver em liberdade. Contudo, embora seja apresentado como uma forma humanista de punição, assente na disciplina e na reabilitação do indivíduo, o actual modelo carcerário-punitivo suscita cada vez mais questões, desafios e problemáticas. Existem hoje, em Portugal, 49 estabelecimentos prisionais, com graus de complexidade de gestão elevado e médio, ocupados por quase 12 mil pessoas, com uma percentagem de mulheres inferior a 5 por cento. Ao longo de dois anos, a autora deste livro visitou algumas prisões portuguesas, para compor neste livro a descrição e contextualização de uma realidade pouco conhecida, e até escamoteada. Para que servem de facto as prisões? Que resultados se aferem após o cumprimento de uma pena? Como são estes espaços físicos, que pessoas os ocupam e qual é o seu quotidiano? Eis aqui o retrato de um pequeno mundo fechado à força dentro de si mesmo.

Autoria

Coordenação e autoria

  • Catarina Fróis
    Catarina Fróis é professora auxiliar no Departamento de Antropologia do ISCTE – Instituto Universitário de Lisboa. O seu trabalho centra-se no estudo da marginalidade, do crime, da segurança, da justiça e dos direitos humanos. É autora dos livros Vigilância e Poder (2013, Mundos Sociais) e Mulheres Condenadas. Histórias de Dentro da Prisão (2017, Tinta-da-china).

Partilhar

Livros Relacionados

1 /