Excerto
Economia e Políticas Económicas

Economia Portuguesa, as últimas décadas

Nº 2 | junho 2010

Luciano Amaral

Sobre
Ver

Sinopse

Depois de um longo período de optimismo entre 1986 e 2000, o pessimismo sobre a economia portuguesa está de regresso. Há razões para isso: nos últimos dez anos, em comparação com os países mais ricos, perdemos um terço do caminho que havíamos recuperado até ao ano 2000. Continuamos em plena década perdida. Neste livro, a evolução da economia portuguesa é analisada desde os anos finais do Estado Novo até à actualidade. Conclui-se que, se desde o 25 de Abril convergimos muito rapidamente em termos institucionais com a Europa desenvolvida (na instauração da democracia e do Estado-Providência), o mesmo não sucedeu em termos económicos. O balanço é decepcionante e as perspectivas de futuro nada animadoras. Para a resolução do seu problema económico, o país necessita de se confrontar com decisões políticas extremamente complexas e de grande alcance, que não se vislumbra que venham a ser tomadas nos próximos tempos. A década perdida aqui está – e parece que veio para ficar. Uma edição FFMS e Relógio d'Água. Edição de 2010

Autoria

Coordenação e autoria

  • Luciano Amaral
    Doutorado pelo Instituto Universitário Europeu de Florença, é professor associado da Nova School of Business and Economics. É licenciado em História pela Universidade Nova de Lisboa e doutorado em História e Civilização pelo Instituto Universitário Europeu de Florença, com especialização na área de História Económica. Publicou livros e artigos científicos em editoras e revistas internacionais. Também publicou livros para o grande público, como «Economia Portuguesa», «As Últimas Décadas», em 2010, pela Fundação Francisco Manuel dos Santos, «Rica Vida», em 2014, ou «Em Nome do Pai e do Filho...», em 2015, ambos pelas Publicações D. Quixote.

Partilhar