Fundação (FFMS) - [IN] Pertinente

Fundação (FFMS) - [IN] Pertinente

4 comunicadores, 4 especialistas, 4 temas - Economia, Sociedade, Política e Ciência -, todas as semanas no [IN] Pertinente.[IN] Pertinente: um confronto bem disposto entre a curiosidade e o saber. Porque quando há factos, há argumentos.[IN] Pertinente é um podcast da Fundação Francisco Manuel dos Santos que pretende dar respostas às perguntas de todos, contribuindo para uma sociedade mais informada. VOZ Isabel Abreu BANDA SONORA Fred Pinto Ferreira
61 EPISÓDIOS

Ep. 38 - SOCIEDADE I A ficção tem impacto na vida real?

31 dez 2021 Ana Markl, Nuno Costa Lopes
O tema da violência no cinema e nas séries de televisão, e a sua repercussão na realidade não é de análise fácil. Muito se discute sobre o assunto e, quando se referem os públicos mais jovens, as opiniões podem ganhar contornos extremistas. Que o diga a tão famosa série coreana do momento. Mas a pergunta impõe-se: que impacto tem a ficção na vida real? De que modo pode interferir no desenvolvimento dos mais novos? Neste episódio [IN] PERTINENTE, Rui Costa Lopes partilha com Ana Markl o gosto pelo cinema e juntos discutem alguns estudos sobre o assunto. No dia que fecha o ano de 2021 vale a pena ouvir e reflectir sobre o assunto.

Episódios disponíveis

SOCIEDADE I Somos iguais aos de antes?

Ep. 59 - SOCIEDADE I Somos iguais aos de antes?

As pessoas de hoje serão diferentes das pessoas de outros tempos? O que nos move hoje em dia? Poderemos ser todos caracterizados pelo individualismo? Ter-nos-emos tornado alvos fáceis da ‘ditadura da felicidade’? Seremos os eternos insatisfeitos na procura incessante do ‘melhor que pode vir a seguir’? Ana Markl pergunta e Miguel Chaves explica os 7 pontos que definem o ‘sujeito contemporâneo’, ou seja, em palavras simples, as pessoas dos dias de hoje. Está pronto para ouvir falar de si mesmo? BIOS: Ana Markl nasceu em Lisboa, em 1979, com uma total inaptidão para tomar decisões, pelo que se foi deixando levar pelas letras: licenciou-se em Línguas e Literaturas Modernas porque gostava de ler e escrever, mas acabou por se formar em Jornalismo pelo CENJOR. Começou por trabalhar no jornal Blitz para pôr a render a sua melomania, mas extravasou a música e acabou por escrever sobre cultura e sociedade para publicações tão díspares como a Time Out, o Expresso ou até mesmo a Playboy. Miguel Chaves é Professor Associado do Departamento de Sociologia da NOVA FCSH e investigador do CICS.NOVA. Desenvolveu estudos acerca de marginalidades, desvio e exclusão social, que deram origem a diversos textos dos quais se destacam os livros Casal Ventoso: da Gandaia ao Narcotráfico (Imprensa de Ciências Sociais, 1999) e, em coautoria, Casal Ventoso Revisitado. Memórias para Imaginar um Futuro (Húmus 2019).
20 mai 2022 MIGUEL CHAVES e ANA MARKL 0m