As mulheres em Portugal, hoje

A pessoa parceira

Quantas mulheres têm uma cara-metade? Sentem-se realizadas? E quais os factores que contribuem para que estejam mais ou menos felizes com as suas relações?

Sabia que...

73
%

DAS MULHERES INQUIRIDAS TÊM UMA PESSOA PARCEIRA

57%

Vivem com a pessoa parceira

Tipologia de mulheres
segundo a situação de casal

Tipologia de mulheres segundo a situação de casal

Até que ponto as mulheres se sentem
realizadas com a relação de casal

Mulheres que têm companheiro (71%=100%)

Tipologia de mulheres segundo a situação de casal
Tipologia de mulheres segundo a situação de casal
Tipologia de mulheres segundo a situação de casal

Quais as características no companheiro
que mais contribuem para a felicidade ou
infelicidade com a relação em casal?

Mulheres que vivem com um homem (56%=100%)

Nas relações entre uma mulher e um homem, os quatro aspectos que possibilitam que a mulher se sinta muito feliz com o seu companheiro são: que ele «participe de forma activa nas tarefas domésticas», que ele «a oiça», que ele «lhe dedique o máximo de tempo possível» e que ele seja «carinhoso e atencioso». No extremo oposto, os três aspectos que têm mais capacidade para gerar mulheres infelizes no que respeita à relação com o companheiro são: «infidelidade», «falta de generosidade» e «relações sexuais pouco satisfatórias». De referir que o carinho e a atenção que o companheiro dedica à mulher tem a capacidade de influenciar a felicidade dela, tanto de forma positiva, quando o companheiro é muito «carinhoso e atencioso», como de forma negativa, quando o companheiro não revela essas qualidades.

Conclusões

A pessoa parceira é o aspecto da vida que detém mais potencial para causar alegrias e danos na vida das mulheres, ou seja, é o que apresenta mais poder para influenciar se uma mulher se sente feliz ou infeliz. As mulheres que acertaram com a pessoa com quem partilham a vida costumam sentir-se felizes com a vida em geral, enquanto as que se sentem infelizes com a pessoa parceira tendem a sentir-se igualmente infelizes com a sua vida em geral. Ter um companheiro ou companheira com quem a mulher se sente infeliz afecta de forma muito mais negativa, do que não ter. É portanto possível afirmar que a evidência empírica confirma o ditado popular: mais vale só que mal acompanhada.

Conheça o estudo completo

Disponível para download gratuito

Download

Partilhar