Sobre o Debate

Segundo o Inquérito à Fecundidade de 2013, apesar de mais de metade das pessoas esperar finalizar o seu período reprodutivo com dois filhos, o filho único está a adquirir grande relevância. Portugal é um dos países da União Europeia com maior percentagem de primeiros filhos (para as mulheres) no total de nascimentos.
A transição para o segundo filho depende de inúmeros outros factores, para além dos financeiros. Por exemplo, esta decisão pode estar condicionada à possibilidade de uma maior presença do pai junto dos filhos pequenos e à partilha com a mãe das responsabilidades domésticas e familiares.
Mais uma criança compromete o quê e é um benefício para quem?

Prepare-se para o debate
Documentação de apoio

Oradores

  • Moderadora: Graça Franco

    Graça Franco
  • Fátima Barros

    Fátima Barros
  • Isabel Feio

    Isabel Feio
  • Mário Cordeiro

    Mário Cordeiro
  • Pedro Telhado Pereira

    Pedro Telhado Pereira
18 Maio
15h00-17h30
NOVA MEDICAL SCHOOL | Faculdade de Ciências Médicas

Programa

  • 15h00

    Recepção aos participantes

  • 15h30

    Abertura

  • 15h35

    Apresentação “O filho único” (Estudo Determinantes da Fecundidade em Portugal)

    Maria Filomena Mendes

  • 15h50

    Debate “Menos é mais?”

    Fátima Barros / Isabel Feio / Mário Cordeiro / Pedro Telhado Pereira

  • 17h30

    Encerramento