Questões Sociais - Economia e Políticas Económicas

Portugal Desigual

Várias vezes a pergunta foi feita e várias vezes ficou sem resposta. Quem é que perdeu mais com a crise? Os mais ricos ou os mais pobres? Foi a classe média que saiu mais penalizada? Nunca faltaram argumentos para defender as diferentes perspectivas. O que faltava eram os números.
O impacto do programa de ajustamento na distribuição do rendimento e nas condições de vida dos portugueses

Desde 2009 até ao presente, a situação económica e social do nosso país alterou-se significativamente.  Assim, considerou-se de absoluta importância acompanhar o fenómeno e prolongar o primeiro estudo da Fundação sobre Desigualdade, cuja análise terminava em 2009, conhecendo os efeitos das políticas de austeridade nas condições de vida das famílias. Com este objectivo, apresenta-se hoje uma nova análise sobre os reais impactos da crise económica: o estudo “Desigualdade do Rendimento e Pobreza em Portugal:  Consequências Sociais do Programa de Ajustamento”, da autoria de Carlos Farinha Rodrigues e cujas principais conclusões se encontram em portugaldesigual.ffms.pt

Sabia que um em cada cinco portugueses vive com um rendimento mensal abaixo de 422 euros?

portugaldesigual.ffms.pt - Capítulo Desigualdade e pobreza são o mesmo?

O projecto digital divide-se em quatro grandes questões, onde se encontram estatísticas e gráficos interactivos que permitem saber quanto perderam com a crise as pessoas com um determinado nível de rendimento, de instrução ou idade, por exemplo. Faz-se uma comparação de uma família portuguesa pobre com uma família dinamarquesa pobre, e o utilizador pode testar se, tendo em conta as suas despesas, conseguiria viver com o salário mínimo. Para além da vertente interactiva, a plataforma está munida de um glossário e de funções de ajuda à leitura, com explicações acessíveis de vários conceitos, como a diferença entre desigualdade e pobreza, a intensidade de pobreza, como calcular a linha de pobreza e o que é viver em privação material severa. Os textos, da autoria da jornalista Raquel Albuquerque, são acompanhados de uma forte componente audiovisual. Nos diferentes capítulos encontram-se entrevistas a vários especialistas, artigos do jornal Expresso e reportagens da SIC, ambos parceiros do projecto, que transportam o leitor para o campo da investigação jornalística sobre o tema.

Sabia que os salários dos homens sofreram uma redução de 1,5% entre 2009 e 2014, enquanto os das mulheres diminuiu 10,5%?

portugaldesigual.ffms.pt - Capítulo Quanto se ganha em Portugal
Ver

Partilhar

Relacionados

1 /