Populismo: O povo é ignorante ou está farto de mentiras?
Populismo: O povo é ignorante ou está farto de mentiras?
Praça da Fundação 2022

Populismo: O povo é ignorante ou está farto de mentiras?

30 maio 2022
Praça da Fundação 2022

Populismo: O povo é ignorante ou está farto de mentiras?

30 maio 2022

2022

30 maio
09h00 - 10h00
Site da Fundação

Populismo: O povo é ignorante ou está farto de mentiras?

Portugal vive há mais tempo em democracia do que em ditadura. Porque é que os eleitores continuam a ser tão sensíveis ao discurso populista? Há populismo em Portugal? Perguntas para o debate com o autor da obra «Populismo – Lá fora e cá dentro», José Pedro Zúquete, com o deputado Sérgio Sousa Pinto e o historiador José Miguel Sardica.

«Haverá algo de novo para escrever sobre o Populismo?» José Pedro Zúquete levanta esta questão quando Portugal ultrapassa, em democracia, o tempo de duração da ditadura. O tema parece cansar, mas muito há para escrever e discutir porque o populismo sempre cá esteve e tem futuro. Veio para ficar, desde sempre, por mais que dirigentes políticos, historiadores, politólogos e «tudólogos» tenham defendido e preconizem o contrário. Aqui ao lado, em Espanha, o Vox prepara-se para governar em coligação com o PP em Castela e Leão. Pela primeira vez, na democracia espanhola, a extrema-direita, que já apoiava outros executivos regionais, alcança o poder. Em Portugal, 48 anos depois de Abril, o Chega é terceira força política no Parlamento Nacional, tal como a formação de Santiago Abascal no Congresso espanhol. Ascensões rápidas, com “a política a ser tomada de assalto por salsicheiros”, diz o autor. Pela eficácia e inteligência dos “demagogos” ou demérito de quem fracassou? Perguntamos nós. De quem não cumpriu, não deu resposta, nem sequer discutiu temas específicos que atingem e preocupam milhares de eleitores. Não são só simplórios. São descontentes do sistema, fartos dos ditos «políticos profissionais» dominantes. Novidade ou continuidade. Trump, Bolsonaro, Orbán, Salvini, Le Pen, Abascal, Ventura. Ponto de partida para a discussão neste debate da Praça da Fundação.

Programa

Ver

Partilhar