Apresentação do ensaio «Ditadura e democracia: legados da memória»
Política e Sociedade

Apresentação do ensaio «Ditadura e democracia: legados da memória»

20 setembro 2018
Debate com Filipa Raimundo, Fernando Rosas e Riccardo Marchi

2018

20 setembro
18h30 - 20h00
Museu do Aljube
Ver mapa

Apresentação do ensaio «Ditadura e democracia: legados da memória»

Com a autora, Filipa Raimundo (investigadora no ICS-UL e professora no ISCTE-IUL), e os historiadores Fernando Rosas e Riccardo Marchi. Moderação por Maria do Céu Lopes, jornalista do Público.

Passaram onze anos desde que Salazar foi eleito «o maior português de sempre» num concurso da estação pública de televisão. Este episódio, como outros semelhantes, têm provocado fracturas na memória colectiva de um país que vive em democracia há quatro décadas. A história do Estado Novo e os sucessivos recontos do autoritarismo e da repressão parecem flutuar ao sabor das polémicas e da espuma dos dias. Quando os extremismos ganham novamente terreno na Europa, as singularidades de 48 anos de Estado Novo, mas também da Revolução que o aniquilou, são postos em perspectiva num ensaio alicerçado numa extensa pesquisa, que não esquece os testemunhos de quem por lá passou. O livro será apresentado e o seu conteúdo debatido pela autora, Filipa Raimundo, cientista política no ICS-UL (investigação) e no ISCTE-IUL (professora auxiliar convidada), e pelos historiadores Fernando Rosas (FCSH-UNL) e Riccardo Marchi (ISCTE-IUL).

Ver

Partilhar