Portugal: o país da Europa com mais incêndios?

Fogos Florestais: dados para Portugal - e para o resto da Europa

As chamas voltaram a fustigar Portugal. Os incêndios dos últimos dias encheram as manchetes dos jornais e já são considerados os piores dos últimos anos. Mas, afinal, o que se passa com as nossas florestas?

Como em quase tudo, há explicações para todos os gostos, e é difícil, a esta distância, saber exactamente qual é a correcta. Mas é uma boa oportunidade para divulgar dados da Pordata que muito pouca gente conhece: a base de dados de Ambiente e Território. 

Esta base de dados inclui, por exemplo, uma estimativa do número de incêndios florestais e da área consumida pelo fogo - seja mato ou povoamentos florestais. Os últimos dados vão até 2014, e mostram como 2003 foi, na actual série, o pior ano de sempre. Veremos, mais lá para a frente, se 2016 não será ainda pior. 

Mas como o valor dos incêndios pode não ser, em si, muito significativo, vale a pena fazer uma comparação espacial. No caso, é possível olhar para outros países europeus e a respectiva área ardida. Para ultrapassar a limitaçao de áreas serem obviamente muito diferentes, a área ardida é dividia pelo número de quilómetros quadrados de cada região. O resultado é algo deste género.

Infelizmente, não há dados para todos os países. E como o númer de incêndios varia imenso de ano para ano, optámos por mostrar a área ardida para um período de anos razoável (2007-2014), de maneira a 'limpar' esta volatilidade. Mas depois de todos estes cuidados a conclusão original permanece: Portugal não sai nada bem da fotografia.  

Ler do início
Achou este artigo útil?

2 leitores acharam este artigo útil.