Big data
Big data

5 Leituras #34: Controlo numa época dominada pelas tecnologias da informação

Sugestões de Ricardo Gomes Moreira e Daniel Seabra Lopes, autores de «Com a devida vénia: diários dos Tribunais» e co-autores de «O Estado por dentro».

Novo artigo da rubrica «5 Leituras», em que autores da Fundação sugerem a leitura de cinco artigos ou a visualização de vídeos publicados na internet, em língua portuguesa, espanhola ou inglesa.

The Century of the Self
Documentário de Adam Curtis (2002)
(Em língua inglesa)

The Century of the Self é um de vários ensaios visuais do documentarista britânico Adam Curtis sobre as dinâmicas políticas e económicas que marcaram o século XX, sobretudo nos EUA e no Reino Unido, e que resultaram no desenvolvimento do sistema capitalista mundial como ele existe hoje. Num ensaio em quatro partes – de cerca de 1h30 cada uma – Curtis explora o papel surpreendente que as ideias de Freud tiveram na formação da indústria da propaganda e das Relações Públicas nos EUA, bem como do impacto da psicologia e da ideia de self na formação das democracias do pós-guerra e das actuais sociedades de consumo. Para além do tremendo valor informativo, a obra de Curtis é articulada numa atraente linguagem visual marcadamente iconoclasta que recorre a imagens de arquivo para sustentar uma crítica às formas de desigualdade e de violência simbólica contemporâneas.

Foucault, aula The Culture of the Self
Registo áudio de 1973
(Em língua inglesa)

Em relação directa com o link anterior está uma sequência de aulas do filósofo francês Michel Foucault sobre a cultura do self, proferidas na Universidade de Berkeley em 1983.

Television delivers people
Vídeo de Richard Serra and Carlota Fay Schoolman (1973)
(Em língua inglesa)

Nesta peça de arte-vídeo de 1973, Richard Serra e Carlota Fay Schoolman pretendem desmontar a “armadilha” montada pela indústria dos media, na qual a televisão generalista e comercial funciona como puro instrumento de propaganda ao serviço de uma sociedade de consumo dominada pelas corporações que usam o espaço mediático como meio para exercerem a sua influência.

Big data, Google and the end of free will
Artigo de Yuval Noah Harari
(Em língua inglesa)

Neste artigo para o Financial Times, Yuval Harari - um historiador israelita - discorre sobre uma visão distópica (embora não inteiramente irrealista) de uma sociedade futura mas não muito distante, dominada pelas ciências e tecnologias da informação e pelo poder preditivo dos algoritmos.

The human insights missing from big data
TED Talk de Tricia Wang
(Em língua inglesa)

Tricia Wang, uma “etnógrafa das tecnologias globais” com trabalho de campo realizado sobre práticas de consumo na China, tem desde há algum tempo defendido a intersecção de perspectivas subjectivistas próprias das ciências sociais, com o conhecimento proveniente da denominada Big Data. Ao invés da visão humanista tradicional, a etnografia coloca-se aqui ao serviço das corporações do sector das novas tecnologias globais, no sentido de aprofundar as suas capacidades preditivas sobre a evolução dos mercados e dos comportamentos de consumo. Ao mesmo tempo que contribui para a criação de empregos entre os praticantes de etnografia, propõe ainda uma nuance inesperada no actual domínio das ciências da informação.

Ricardo Gomes Moreira e Daniel Seabra Lopes são autores do retrato «Com a devida vénia: diários dos Tribunais» e co-autores do estudo «O Estado por dentro», publicados pela Fundação Francisco Manuel dos Santos.

Ler do início
Achou este artigo útil?

4 leitores acharam este artigo útil.