Emigrantes

Novas vagas e outros destinos

Na história da diáspora portuguesa, a primeira e segunda décadas do século XXI revelam-se quase como um espelho do décenio de 60, quando a grande vaga migratória de portugueses, sobretudo para países europeus, produziu um desequilíbrio demográfico. Mas a repetição do ciclo apresenta alterações importantes, não apenas no quadro de destinos, mas também na composição da emigração, que ganhou maior heterogeneidade. E por isso, mais do que nunca, a emigração portuguesa, cerca de cinco milhões de pessoas em todo o mundo, consiste numa miríade de histórias.
Ler do início