I&D

malabarismos estatísticos ou melhores estatísticas?

Foi notícia que as despesas em actividades de Investigação e Desenvolvimento (I&D) em Portugal ultrapassaram, no ano de 2007, 1 % do PIB, quando, até então, os níveis nunca tinham superado 0,8 % do PIB. Também pela primeira vez nesse ano, o sector Empresas mais do que duplicou essa despesa face a 2005, passando a principal responsável pelas despesas em I&D, quandoantes era o ensino superior.
Ler do início