Fim

O fim dos tempos

Em Setembro de 2099 o Império Celeste da China retomou o seu lugar central e hegemónico no centro da Terra. Os Estados Unidos encontram-se numa posição de subordinação e, na Região Administrativa Especial da Atlântida, estudam-se os processos que conduziram à fragmentação da Europa. Os que sobrevivem nesta remota península da Ásia vestem as suas melhores roupas e, à noite, imaginam o diálogo com os clássicos, tentando encontrar o momento da alquimia em que os sonhos da razão engendraram os monstros da destruição. Eis a reflexão de um dos seus altos funcionários, residente na Província da Lusitânia.
Ler do início